Pré-diabetes: o que é, sintomas e como tratar

A pré-diabetes é uma situação que antecede a diabetes e serve de alerta para evitar a progressão da doença. A pessoa pode saber que é pré-diabética em um simples exame de sangue, onde pode-se observar os níveis de glicose no sangue, ainda em jejum.

É considerado pré-diabetes quando a glicemia em jejum está entre 100 e 125 mg/dl e diabetes quando o valor é superior a 125 mg/dl, enquanto que o valor considerado normal da glicose em jejum é até 99 mg/dl. Assim, quando a pessoa apresenta glicemia em jejum superior a 100 mg/dl é importante que seja monitorada regularmente pelo médico afim de verificar se os níveis regularizam ou se há desenvolvimento da diabetes.

Se além dos valores aumentados de glicose no sangue, existir acúmulo de gordura na barriga.

Sintomas da pré-diabetes

A pré-diabetes não tem qualquer sintoma e esta fase pode durar de 3 a 5 anos. Se durante este período a pessoa não se cuidar é muito provável que desenvolva diabetes, uma doença que não tem cura e que necessita de controle diário.

A única forma de saber se a pessoa tem diabetes é através da realização de exames. A glicemia de jejum normal é de até 99 mg/dl, por isso quando o valor está entre 100 e 125, a pessoa já se encontra na pré-diabetes. Outros exames que também servem para o diagnóstico da diabetes são a curva glicêmica e o teste da hemoglobina glicada. Os valores entre 5,7% e 6,4% são indicativos de pré-diabetes.

Como tratar a pré-diabetes e evitar a diabetes 

Para tratar a pré-diabetes e evitar a progressão da doença deve-se controlar a alimentação, diminuindo a ingestão de gorduras, do açúcar e do sal, e aumentando o consumo de alimentos ricos em fibras e proteínas como arroz integral, vegetais de folha escura e feijão, por exemplo, pois ajudam a combater o excesso de açúcar no sangue.

Além da alimentação, é importante praticar atividade física de forma regular, pois assim o açúcar que encontra-se em excesso no sangue pode ser utilizado para fornecer energia para a realização do exercício, ajudando na prevenção da diabetes.

É importante também que os níveis de glicose no sangue sejam medidos regularmente, pois assim é possível verificar se os níveis de açúcar no sangue estão dentro do esperado e se a pré-diabetes está controlada, além de ser também possível avaliar o risco de desenvolvimento de diabetes e a necessidade de iniciar o tratamento com medicamentos. 

A pré-diabetes tem cura?

As pessoas que seguem todas as orientações médicas e adequam a alimentação e a prática regular de atividade física podem normalizar sua glicemia sanguínea, evitando a progressão para a diabetes. Mas após atingir esse objetivo é importante manter esse novo estilo de vida saudável para que a glicemia não volte a subir.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Vai Perder Essa? O e-book Receitas Para Secar em 30 Dias

Clique No Botão Abaixo e Adquira Agora, Promoção por Tempo Limitado.