Sintomas de gravidez: 14 primeiros sinais de que pode estar grávida

Os primeiros sintomas de gravidez podem ser tão sutis que somente algumas mulheres conseguem percebê-los, acabando por passar despercebidos na maior parte dos casos. No entanto, conhecer os sintomas que podem aparecer é uma ótima forma de a mulher ficar mais atenta ao próprio corpo e conseguir identificar uma possível gravidez mais rápido. 

Estes sintomas devem ser levados em consideração especialmente após o atraso menstrual, porque, em alguns casos, também podem surgir devido a outras situações, como a TPM.

Sintomas dos primeiros 7 dias

1. Corrimento vaginal cor-de-rosa

Quando o óvulo é fecundado, pode haver um leve corrimento cor-de-rosa, que na verdade é o corrimento normal que a mulher apresenta mensalmente, mas com vestígios de sangue que podem ter sido causados pela implementação do óvulo fecundado no útero.

2. Corrimento mais espesso

Devido às grandes alterações hormonais que acontecem desde o momento da concepção, é normal que algumas mulheres apresentem um corrimento vaginal mais espesso que o normal. Este corrimento não precisa ser rosado e, na maioria das vezes apresenta até uma coloração ligeiramente esbranquiçada.

Quando este corrimento é acompanhado de mau cheiro ou sintomas como dor ou coceira, é muito importante consultar um ginecologista, já que também poderá indicar uma infecção vaginal, especialmente candidíase.

3. Cólica e inchaço abdominal

O inchaço abdominal também é um dos primeiros sintomas de gravidez surgindo mais frequentemente nos primeiros 7 dias a 2 semanas. O aumento do fluxo sanguíneo e a adaptação ao crescimento uterino são os maiores causadores deste inchaço abdominal, que pode ser confundido com uma cólica menstrual de fraca a média intensidade. Além disso, a mulher pode ainda ter uma pequena perda de sangue, semelhante à menstruação, mas em menor quantidade.

Sintomas das primeiras 2 semanas

4. Cansaço fácil e sono excessivo

O cansaço é um dos sintomas mais comuns da gravidez que pode estar presente durante toda a gestação, começando a surgir por volta da 2ª semana. É normal que este cansaço vá aumentando durante as primeiras 12 semanas de gravidez, enquanto o corpo adapta todo seu metabolismo para fornecer a energia necessária para o desenvolvimento do bebê.

A mulher começa a sentir que as tarefas que fazia anteriormente estão se tornando muito exaustivas e que precisa dormir mais de 10 horas por noite para repor a energia que gastou durante o dia

5. Mamas sensíveis e escurecimento da aréola

Nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode sentir que os seios ficam mais sensíveis e isto se deve à ação dos hormônios que estimulam as glândulas mamárias preparando a mulher para a amamentação. Existe também um aumento no volume da mama, que começa a ter glândulas mamárias mais desenvolvidas para suportar as necessidades do bebê depois do nascimento.

Além do aumento e sensibilidade das mamas, a mulher pode ainda notar alterações nas aréolas, que tendem a ficar mais escura que o normal pelo aumento de fluxo sanguíneo na região

6. Atraso ou falta da menstruação

A falta da menstruação geralmente é o sintoma mais óbvio de gravidez, já que durante a gestação a mulher deixa de ter o período menstrual, para permitir que o feto se desenvolva corretamente no útero.

Este sinal acontece devido ao aumento na produção do hormônio beta hCG, que impede que os ovários continuem liberando óvulos maduros. A falta da menstruação pode acontecer até 4 semanas após a concepção e é mais facilmente identificada em mulheres com período regular.

7. Dor no fundo das costas

Embora a dor nas costas seja quase sempre considerada um sintoma frequente das últimas semanas de gestação, algumas mulheres podem desenvolver este tipo de dor logo desde o início da gravidez, estando relacionada com as alterações que acontecem no corpo da mulher para receber o bebê.

Em alguns casos, a dor nas costas pode ser confundida com uma cólica abdominal e, por isso, algumas mulheres podem achar que é a menstruação chegando, no entanto, com a falta do período começam a perceber que se trata, de fato, de dor no fundo das costas, não estando relacionada com a menstruação.

8. Aversão a cheiros fortes

É muito comum que no início da gravidez a mulher tenha aversão a cheiros fortes, mesmo que eles sejam aparentemente agradáveis, como perfume. A maioria das grávidas pode até vomitar após sentir um cheiro forte, como o da gasolina, do cigarro ou de produtos de limpeza, por exemplo.

Além disso, como o olfato está alterado, algumas mulheres também podem relatar que existe uma alteração no sabor da comida, que se torna mais intenso e enjoativo.

9. Variações de humor

Logo nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher poderá perceber algumas variações de humor, sem causa aparente. É muito comum a grávida chorar por situações que não a fariam chorar antes de estar grávida e este sintoma deverá permanecer por toda a gravidez. 

Isso acontece porque as fortes alterações hormonais, normais da gravidez, podem causar um desequilíbrio nos níveis de neurotransmissores, deixando o humor mais instável

Quer aprender exatamente como ter uma gravidez bem-sucedida e descobrir como trazer um bebê saudável ao mundo? “Cuidaos na Gravidez” oferece tudo o que você precisa saber para ter um bebê. Você não apenas aprenderá como decidir o momento certo para ter seu bebê, mas também aprenderá a manter sua gravidez em ótima saúde

CLIQUE AQUI E ADQUIRA AGORA

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

Vai Perder Essa? O e-book Receitas Para Secar em 30 Dias

Clique No Botão Abaixo e Adquira Agora, Promoção por Tempo Limitado.